Cuidado com a fobia social

Cuidado com a fobia social


A fobia social geralmente é confundida com a timidez e ambas são bem distintas. A fobia, como o próprio nome já diz, é um transtorno mental que é caracterizado pela constante necessidade de evitar interações sociais, como: medo de falar em público, se expressar e dar opiniões, comer em público, realizar atividades simples como ir ao mercado, reuniões, aniversários e festas por receio de ser criticado ou simplesmente de apresentar em público, tendo como o principal medo de julgamento ou por traumas e experiências negativas que estão enraizados no subconsciente da pessoa.

A fobia pode ocasionar diversas alterações físicas como: palpitações, tremores, suadeira, falta de ar, voz trêmula, podendo levar até mesmo crises de pânico. Em situações severas, a fobia social interrompe e pausa muitos processos na vida do ser humano: um namoro, cursos, faculdade e até mesmo no ambiente de trabalho, por exemplo.

Uma atitude que pode ajudar as pessoas com essa patologia é a busca pela terapia, onde o terapeuta irá ajudá-la a identificar os gatilhos e conscientemente e gradativamente enfrentá-los de maneira segura. 

Se você tem ou conhece alguém que vivência esse transtorno, reflita sobre essa situação e busque ressignificar. ??